Salada de frutas, combinação de cor e sabor

10

Salada de frutas, combinação de cor e sabor

A salada de frutas representa uma autêntica tentação à visão e ao paladar. É uma sobremesa ligeiramente mais sutil do que uma fruta fresca, mas também é uma das melhores sobremesas que não geram complicações. Para prepará-la, só necessitamos matéria-prima de qualidade: frutas variadas acompanhadas de frutos secos, sucos de frutas, mel ou açúcar, iogurte natural ou com sabor, cereais, especiarias (canela e baunilha), ervas aromáticas (menta e verbena) ou licores.

Passos básicos para preparar salada de fruta

– Lave e descasque as frutas (se for necessário) e corte-as sobre uma vasilha funda para aproveitar os sucos.

– Se utilizar frutas que se oxidam com o contato do ar (maçã, pêra, banana), é preciso salpicá-las com suco de Limão para que elas não fiquem pretas.

– Prepare uma calda leve para macerar as frutas. Coloque em uma panela água e suco de Limão, leve à ebulição para que seu volume diminua e agregue açúcar. Deixe esfriar e macere as frutas nesta calda durante pelo menos meia hora, guarde no frigorífico.

– As saladas devem ser tiradas da geladeira cerca de dez minutos antes de servir para que as frutas estejam na temperatura ambiente.

– Pode-se enriquecê-las com iogurte, cereais, frutos secos e passas, além de um pouco de licor.

A cada fruta, seu aroma

Na hora de aromatizar as saladas existem muitas possibilidades:

Para combinar com laranjas, morangos e damascos, não há nada como uma pitada de canela ou um cravo da índia. Polvilhe a fruta com açúcar e deixe na geladeira para esfriar.

Podemos aromatizar a calda da salada de fruta com um pouco de baunilha. Seu sabor é perfeito para bananas.

A menta, a verbena, a alfazema… dão seu peculiar sabor às caldas de açúcar e também podem ser acrescentadas no momento da maceração das frutas com o açúcar.

A menta é indicada nas saladas que levam kiwi, uvas e melão. A alfazema, em pouca quantidade, pode ser acrescentada às saladas de uvas, pêra, Abacaxi e melão.

Conservação das frutas

Para aproveitar ao máximo os nutrientes das frutas, o melhor é usá-las rapidamente. Mas, como nem sempre isso acontece, devemos tentar conservá-las em perfeito estado. Em regras gerais, para conservá-las, é preciso levar em consideração os seguinte pontos:

– Nas condições normais de uma casa, existem poucas fruta que podem ser manter por mais de uma semana.

– Se as frutas ainda não estão em seu ponto ideal de amadurecimento, devemos deixá-las em um lugar escuro e com 20°C de temperatura.

– Quando as frutas estão maduras, é conveniente guardá-las no frigorífico (exceto as bananas) ou em um lugar escuro com temperatura média, assim evitaremos que elas apodreçam.

– Nunca devemos guardá-las em sacolas de plástico. As frutas precisam de oxigênio e, se forem guardadas dessa forma, acabam sendo consumidas, perdendo sabor e nutrientes.

– As morangos, as framboesas e algumas frutas pequenas apodrecem rapidamente. Devemos consumi-las até no máximo 3 dias depois das compras. Enquanto isso, devemos conservá-las no frigorífico.

– Nunca devemos comprar cítricos que estejam ainda verdes, já que uma vez arrancados da árvore ele não amadurecem mais. O mesmo ocorre com os pêssegos verdes. Com o tempo, eles amolecem mas não amadurecem mais.

– Se os kiwis estiverem verdes, coloque-o em uma sacola de papel junto com uma maçã madura; o ácido málico que esta fruta desprende acelerará seu amadurecimento. Isto também pode ser feito com a maioria das frutas quando o objetivo é acelerar seu amadurecimento.

Como enriquecer pratos com frutas

Além de conferir um sabor característico, as frutas dão um colorido especial e aumentam os nutrientes do prato. Saiba como utilizá-las da melhor forma.

Abacaxi: o uso mais conhecido é no preparo do lombo. Mas fica bom com aves. Grelhado, pode acompanhar qualquer tipo de carne. Pode também ser incluído em saladas, principalmente em combinação com defumados.

Banana: na versão à milanesa, é o acompanhamento clássico de pratos como picadinho e virado à paulista. Experimente fazer chips de banana. Corte a banana verde em rodelas finas, frite em óleo bem quente e coloque sobre toalha de papel. Em seguida, polvilhe sal. A banana-da-terra frita fica deliciosa com carnes ou peixes.

Figo: combina perfeitamente com presunto cru. Corte o figo em gomos e envolva-os no presunto, prendendo com palitos. Fica bom também com queijo brie ou camembert. Outra opção é incluir o figo em saladas.Confira aqui as propriedades da fruta!

Laranja: é ideal para o preparo de aves, como no clássico pato com laranja. Fica ótima também para enriquecer o sabor da carne suína. Seus gomos (sem a parte branca) podem ser usados em saladas.

Maçã: pode ser recheada com um queijo de sabor marcante (como o gorgonzola ou o roquefort) e assada. Retire antes o miolo com um descaroçador e faça um risco ao redor da fruta para não romper a casca durante o cozimento. Sirva com aves assadas. Experimente incluir maçãs (as verdes ficam ótimas) em saladas de batata ou em saladas verdes.

Manga: grelhada, pode ser servida como acompanhamento de carnes. Se preferir, polvilhe antes com pimenta-do-reino branca moída na hora. Em saladas, fica excelente com camarões, frango ou peru (defumados ou não).

Melão: a combinação mais conhecida é com presunto cru. Pode ser usado em saladas ou em risotos e molhos para massa, de preferência com presunto cru.

Pêra: pode ser cortada em gomos e servida com queijo brie ou camembert como entrada. Assim que cortar a pera, regue-a com suco de Limão para não escurecer. Outra opção é recheada com queijo gorgonzola ou roquefort.

Uva: pode ser usada no preparo de carnes, aves ou peixes e em saladas.

Dica:
As saladas comportam quase todo tipo de fruta. As mais indicadas são morango, kiwi, manga, Laranja ou tangerina, pera, melão, uva, maçã, Abacaxi e figo.